5 dicas para PMEs adotarem melhores práticas de gestão em 2016

Fonte: Shutterstock

*Por Fábio Túlio CEO da Jiva Gestão Empresarial

O mercado brasileiro tem se mostrado um terreno fértil para empreendedores. Hoje, entretanto, temos uma oportunidade e um grande desafio na gestão das PMEs, que precisam se ajustar para se tornarem competitivas e sustentáveis. Isso traz mudanças que impactam diretamente as empresas, acirrando o mercado e criando oportunidades.

 

Mas, até que ponto os gestores dessas empresas vêm adotando as melhores práticas de gestão a fim de poderem tirar o melhor proveito dessas oportunidades? Listei abaixo cinco perguntas que podem funcionar como uma espécie de “check up” para os gestores saberem até que ponto estão fazendo uma boa gestão de suas empresas e como podem melhorar em 2016.

1 – Processos

Você conhece os seus processos? Sabe a importância de tê-los mapeados para a melhor fluidez do seu negócio? Neste ponto, vale lembrar a importância do conhecimento dos conceitos de administração para promover a evolução da gestão, ou seja, saber como funcionam o ponto de equilíbrio e o fluxo de caixa, por exemplo, não pode ser deixado para trás;

2 – Pessoas

A sua equipe está atuando de forma adequada e nas áreas corretas? Você conhece a performance de cada pessoa da sua equipe? Lembre-se que a produtividade dos colaboradores terá um impacto bastante significativo no negócio, por isso, conhecer melhor suas características pessoais e profissionais é bastante relevante;

3 – Tecnologia

Você está usando a tecnologia a seu favor? Ou seja, está otimizando a operação da sua empresa por meio da tecnologia adequada? Este item merece uma atenção especial, pois consegue englobar todos os demais. Por isso vou tratá-lo à parte na sequência.

4 – Gestão

Os sistemas integrados de gestão empresarial (ERPs) são atualmente os maiores aliados das pequenas empresas para promover a evoluir do negócio. Eles atuam nos processos indo além da automatização, ajudando a integrar informações de diferentes áreas, organizar e extrair dados para a tomada de decisão e, com isso, contribui para os gestores traçarem estratégias muito mais assertivas. A tecnologia também ajuda a avaliar a performance dos profissionais na área de vendas, por exemplo, trazendo gráficos individuais sobre o desempenho de cada um quando necessário.

5 – Conheça bem sua empresa

Por último, minha dica se refere à adoção de metodologias capazes de apoiar o negócio para que ele se torne altamente sustentável, garantindo sua evolução. Poder realizar um diagnóstico para mensurar o nível de maturidade da gestão das empresas, antes de optar por um ERP, é uma das principais tendências atualmente. Com este mapeamento, o pequeno empreendedor poderá saber a realidade do seu negócio e elaborar planos para corrigir possíveis falhas na gestão e riscos do negócio.

Gire seu smartphone para visualizar o site