Apuração de custos de produtos e serviços: como fazer?

Muitos empreendedores de primeira viagem ignoram a importância da apuração de custos de produtos e serviços. Porém, não considerar essa etapa na hora de definir o preço de venda dos produtos e serviços é um erro que pode acarretar muitos prejuízos ou impedir a lucratividade.

Para te ajudar a implantar um processo de apuração de custos na sua empresa, separamos neste artigo algumas informações importantes:

Qual a importância da apuração de custos de produtos e serviços?

A precificação é o processo de determinar o preço de venda de determinado produto ou serviço. Para determinar o preço, leva-se em conta o custo do produto/serviço, os gastos variáveis e fixos do produto/serviço, o percentual do lucro pretendido e, ainda, os preços praticados pela concorrência no mercado.

Os custo do produto/serviço corresponde ao valor de compra ou de gasto com matérias-primas e insumos, a depender do setor em que seu negócio está. Os gastos variáveis correspondem aos valores dos impostos sobre a venda e comissionamento. Já os fixos, relacionam-se aos gastos com recursos humanos e outras despesas administrativas.

Determinar preço sem antes fazer a apuração de custos de produtos e serviços é o mesmo que jogar na loteria: um risco com resultado totalmente incerto. Por isso, é tão importante para os empreendedores conhecerem o processo de apuração de custos.

Como fazer a apuração de custos de produtos?

O custo de um produto, como já dissemos, não é simplesmente o valor que foi pago e está registrado na nota fiscal. Para calcular o real custo de um produto, você precisa levar em conta as seguintes variáveis:

1. Valor do produto/insumos:

Corresponde ao valor unitário presente no campo da nota fiscal. É o preço que foi pago pelo produto ou, no caso de indústrias, pelas matérias-primas e insumos.

Caso o fornecedor tenha te concedido algum tipo de desconto no momento da compra, ele deve ser descontado do valor do produto.

2. Valor do frete

O valor do frete é o valor gasto com o transporte da mercadoria. Para calcular o custo do produto, é necessário levar em conta o quanto o percentual do frete representa no valor total da compra.

Para fazer esse cálculo, divida o valor total do frete pelo valor total da compra.

3. Seguro

O seguro é o valor pago para ter a mercadoria assegurada caso ocorra algum prejuízo durante o transporte do público. Esse custo também deve ser adicionado ao custo do produto.

4. Gastos alfandegários

Caso sua mercadoria seja importada, os custos com a alfândega também devem ser adicionados ao cálculo do valor total do produto.

5. Impostos sobre compras

Aqui, você deve considerar tanto os impostos não-recuperáveis, que incidem sobre a compra da mercadoria, quanto os recuperáveis, que serão recuperados no momento da vida.

É importante que você verifique (preferencialmente junto ao seu contador) qual é o enquadramento fiscal da sua empresa. Essa informação é importante para identificar quais são os impostos recuperáveis ou não com os quais sua empresa deve arcar.

No Simples Nacional, os impostos variam de acordo com o segmento e o faturamento anual da empresa e não existem impostos recuperáveis. Para saber as alíquotas desse ano e do próximo para o seu segmento, baixe nossa planilha de alíquotas do Simples Nacional.

6. Outras despesas de compra

Caso exista outro gasto despendido na aquisição do produto, é necessário incluí-lo no cálculo.

Fórmula do cálculo de apuração de custos de produto

Assim que você avaliar quais variáveis se relacionam ao custo do produto na sua empresa, use a seguinte fórmula para calculá-lo:

(Valor do produto – desconto) + valor do frete + valor do seguro + gastos alfandegários + (impostos sobre compras não-recuperáveis – impostos sobre compras recuperáveis) + outras despesas de compra

O resultado desse cálculo, é o custo do produto.

Como fazer a apuração de custos de serviços?

Diferente do cálculo de custo de produtos, a apuração de custos de serviços leva em conta, principalmente, o tempo gasto para sua execução. Os materiais utilizados durante a prestação do serviço também são variáveis do cálculo.

Antes de calcular o custo da mão-de-obra prestadora de serviço, é preciso conhecer o valor das seguintes variáveis:

Valor da folha de pagamento mensal do prestador de serviços: corresponde ao salário pago ao funcionário que realiza o serviço.
Impostos incidentes na folha de pagamento: encargos sociais pagos pela empresa que fazem parte do custo de serviço. Para saber o seu valor, verifique o enquadramento fiscal da sua empresa junto ao contador.
Quantidade de horas que trabalham por mês

O custo da hora de trabalho pode ser encontrado através do seguinte cálculo: valor da folha de pagamento + impostos sobre a folha de pagamento / horas trabalhadas mensalmente.

Caso você utilize algum tipo de material durante a prestação de serviço, é necessário calcular seu valor com a mesma fórmula que ensinamos em “Como fazer a apuração de custos de produtos?”.

Fórmula do cálculo de apuração de custos de serviço

Com essas informações em mão, use a seguinte fórmula para calcular o custo do serviço:

(custo hora de trabalho x quantidade de horas gastas para executar o serviço) + custo do produto

O resultado do cálculo corresponde ao custo do serviço.

Como implantar o processo de apuração de custos na empresa?

Agora que você já conhece a importância da apuração de custos de produtos e serviços, é hora de saber como aplicá-la como um processo em sua empresa.

1. Utilizando ERP

Se a sua empresa busca agilidade e precisão em suas informações, a melhor opção para fazer a apuração de custos é utilizando um sistema integrado de gestão. Os ERPs atualizam os custos de forma automática a partir de dados fornecidos ao sistema assim que é registrada a entrada dos produtos.

As fórmulas dos cálculos de custo tanto de produtos quanto de serviços já estão parametrizados no sistema, facilitando seu trabalho.

2. Utilizando planilhas informatizadas ou sistemas simplificados

Caso sua empresa não precise ter uma atualização constante dos custos de produtos e serviços, você pode optar por utilizar softwares simples ou até mesmo planilhas informatizadas para fazer a apuração do custo de produtos ou serviços.

Basta inserir cada dado necessário à fórmula e depois solicitar o cálculo. Diferente do ERP, esse modo de implantação não integra o custo de produtos e serviços a outras informações da empresa e está sujeito a erros, já que depende de recursos humanos para a inclusão dos dados necessários.

Conclusão

Fazer uma apuração de custos de produtos e serviços eficaz e precisa é fundamental para garantir que seu preço se destaque no mercado, certo? Por isso, é hora de fugir do papel e automatizar os processos da sua empresa.

Se ainda tem dúvidas se deve ou não implantar um ERP em seu negócio, sugerimos a leitura desse case de sucesso sobre uma empresa que dobrou seu faturamento graças ao uso de um sistema integrado de gestão.

Ir para case agora: “Mundo Doce: como um ERP auxiliou a distribuidora a dobrar seu faturamento”

Gire seu smartphone para visualizar o site